BLOGGER - BLOGGER

21 de janeiro de 2008

Contra Fluxo - SuperAção


De rolê no blog do Munhoz (aka M.Stereo), fiquei de cara com o "trampo" novo dos caras, e que trampo hein?! sem palavras...

Dedicação, melodia, insistência, beats fodas!, letras mais ainda... ta duvidando ??

WWW.MYSPACE.COM/CONTRAFLUXO

Formado em 2003 pela união dos MCs Ogi, Dejavu e Mascote com os DJs Willian e Big Edy, o Contrafluxo ganhou o reforço do MC e produtor Munhoz logo após o lançamento do disco de estréia, Missões e planos (independente, 2005), que Munhoz produziu. Este segundo disco, caudaloso por ser ousadamente duplo, consegue aliar velocidade e variedade de versos, batidas surpreendentes, refrões cheios de pegada, produção bem cuidada e ótimos vocais. O som deles, como os próprios afirmam, “É brasileiro e é intenso / Mas com o pé no mundo” (versos da excelente “Contraponto”). Destaque também para “Obedeça”, “Alameda da memória”, “Território inimigo” e para as positivas, e potencialmente radiofônicas, “Corrente do bem” e “Verdes e montes”. No disco 2, uma mixtape de encontro com muitos amigos, traz boas faixas como “Quem vai chegar”, “Não perca sua direção”, “Por bem, por mal”, “A rua vai cobrar”, “Bad trip” e “Por aí vou vagar”. Participações de DJ Caíque, Nave (Savave), Rodrigo Brandão (Mamelo Sound System), Espião (Rua de Baixo), Jeff, Dario, Zorack, Rick, Nocivo Shomon, Rumo e Jamés Ventura. Fonte: Gafieiras

Quer comprar?
Pra quem for de outra cidade, ou estado, e quiser comprar os discos do Contra Fluxo. Mande um e-mail para peligro@peligro.com.br com as seguintes informações: nome, endereço, e-mail de contato e os discos que você quer comprar. Nós retornaremos com o valor total da sua compra, incluindo a postagem. www.peligro.com.br

Faixa-A-Faixa:

01 - Contratempos - A carta de intenções do grupo, num instrumental épico do DJ Caíque que tem um histórico de colaborações com a gente. Piano, hammond, synths, guitarras, vozes etéreas, o clima aqui é grandioso e progressivo.

02 - Território Inimigo - Clima de guerra, instrumental do Nave com strings e muita ambientação. Tiros, gritos de dor, bombas explodindo. Clímax do começo ao fim numa das faixas mais dramáticas do disco.

03 - Centro da Tempestade - Mágica que o Cabes fez, que é um beat com andamento lento, mas que dá a impressão de ser mais acelerado. Refrão clássico do Contra e flows pra cima.

04 - Obedeça - Instrumental soturno produzido por Munhoz. Guitarras com tremolo, flautas, num instrumental cinemático. Os emcees destilam um arsenal de imperativos em direção ao ouvinte. Técnicas de ensinamento subliminar no refrão.

05 - Contraponto - Munhoz no beats mais uma vez, dessa vez num groove 100% brazuca. Diggin, Pixação, inspiração e dificuldades são os temas. Surpresas no trajeto, caminhe com atenção.

06 - Seguem Contra o Fluxo - Participação Shaw. Beat do Dario

07 - Alameda da Memória - Participação Rodrigo Brandão (Mamelo Sound Sistem) e Espião (Rua de Baixo) - Mais um beat do Dario, dessa vez, soul ao extremo, com guitarras e vozes femininas, refrão rimado, refrão de colagens, e rimas que entram num túnel do tempo onde suas experiências pessoais e a história recente do rap se misturam. Se prepare para a nostalgia.

08 - Nem Tudo o que Brilha... - Munhoz num instrumental suingado e grandioso, com direito a strings e synth bem west coast, onde os emcees dão a sua visão sobre a cena atual com muita ironia. Refrão cantado e pra cima que resume a intenção do som.

09 - Independente - Cabes nos presenteia com um beat suave, onde rhodes, guitarras com wah e ximbais tercinados servem como pano de fundo, para os emcees fluirem sobre suas convicções.Destaque para o refrão de colagens, onde o DJ Willian mostra porque é considerado um dos melhores DJ's de sua geração. O moleque rima com as mãos...

10 - Hora do Rush - Munhoz nos transporta em mais um instrumental cinemático onde os emcees relatam um fim de tarde em São Paulo. O clima é de caos. Mais uma vez DJ Willian mostra sua habilidade nos scratches.

11 - Sexta-feira - Passada a Hora do Rush, chega o momento de relaxar, encontrar os amigos, beber uma cerveja, aproveitar a noite. Participação de Bela Fernandez e Jeff. Instrumental de Munhoz. DJ Willian nos Cuts.

12 - Ruas - Aqui, Ogi, Nairóbi, Nave e Deja Vu, mostram um outro lado das ruas de SP e CWB.Beat de Nave e riscos do DJ Willian.

13 - Medo - Nave novamente, mas dessa vez os convidados são Rick e Leco que junto a Munhoz e Ogi, nos falam sobre seus Medos.

14 - Provações - Parceria no beat de Ogi e Munhoz. Gravada inicialmente para uma coletânea de hip hop nacional que seria lançada no Japão, tem uma letra que mostra os emcees enxergando o mundo através dos olhos de um dekasegui. Munhoz e Jeff no Refrão.

15 - Corrente do Bem - Produção de Munhoz, num instrumental que nos remete à música brasileira, algo entre a bossa nova e o samba. Letra positiva e um refrão com uma melodia incomum nos dias de hoje.

16 - Verdes Montes - Dario num beat redentor. E é isso que a letra fala. Encontrar a redenção, um lugar pra descansar, jogar o corpo, no fim dessa caminhada. Mas ainda não chegou a hora.

1 comentários:

Cabes disse...

Um dos melhores discos de rap de 2007!

Parabéns ao TocaDisco! Muito som em 2008!